29 novembro 2015

Microcefalia: Secretaria Estadual de Saúde discute estratégias de ação

Preocupado com o grande número de casos de microcefalia surgidos no Rio Grande do Norte nos últimos três meses – 60 ao todo – e após o Ministério da Saúde ter confirmado neste sábado (28) a relação entre a doença e o Zika vírus, através de exames em bebê nascido no Ceará com microcefalia, em amostras de sangue e tecidos – o secretário estadual de Saúde, Ricardo Lagreca, se reuniu na manhã deste domingo (29), em seu gabinete na sede da Sesap, com o adjunto, Haroldo Vale, e técnicos de saúde para discutir o assunto e traçar novas diretrizes de trabalho.


Como primeira medida Lagreca solicitou uma audiência amanhã junto ao Gabinete Civil, com o governador Robinson Faria, para levar ao seu conhecimento o que ficou decidido na reunião de hoje. O secretário de Saúde vai propor junto ao governo que se faça uma campanha de esclarecimento para a população dos perigos do mosquito Aedes Aegypti, transmissor de doenças exantemáticas como a Dengue, Zika, Chikungunya, Guillain-Barré e até mesmo a Febre Amarela.

Na reunião ficou estabelecido também que toda quarta-feira técnicos do setor da Coordenadoria de Promoção à Saúde darão entrevista coletiva, sempre às 15h, onde será divulgado o boletim semanal sobre o acompanhamento dos casos das doenças exantemáticas surgidos no período no estado, bem como estarão à disposição da imprensa para dirimir qualquer dúvida.

Ainda no encontro, foi proposto uma reunião com os secretários de Estado e prefeitos para levar ao conhecimento de todos a importância de se fazer uma divulgação maciça quanto aos perigos da presença do Aedes Aegypti nos locais de trabalho e nos municípios.
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário