25 novembro 2015

Realizadas pela 1ª vez em Natal, Paralimpíadas Escolares são abertas


Atletas de 24 federações brasileiras, Distrito Federal e do Reino Unido participaram na noite desta terça-feira (24) da abertura das Paralimpíadas Escolares 2015, que pela primeira vez em nove anos serão sediadas no Rio Grande do Norte. Realizado no Centro de Convenções de Natal, o evento contou com a presença do governador Robinson Faria, da secretária de Estado do Trabalho, Habitação e da Assistência Social e primeira dama, Julianne Faria, além do secretário de Estado do Esporte, George Câmara, autoridades do do desporto potiguar e do presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Andrew Parsons. A abertura teve a participação do grupo parafolclórico da UFRN.

A 9ª Paralimpíada Escolar, para atletas de 12 a 17 anos, tem organização da CPB e apoio do Governo do Estado, e reúne na capital potiguar 1.300 pessoas, das quais 720 atletas de oito modalidades:  atletismo, natação, bocha, futebol de 7, judô, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas e goalball, que serão disputadas nos polos Centro de Convenções, UFRN, Colégio das neves e Aeroclube. Os campeões das modalidades serão beneficiados com o Bolsa Atleta na categoria estudantil.  Os jogos terão início já nesta quarta-feira (25) e seguem até a sexta-feira (27).

Para o governador Robinson Faria, sediar em Natal as Paralimpíadas são uma prova do investimento do Governo do RN sobretudo em integração e inclusão. “Nossas palavras são de acolhimento e alegria. Pela primeira vez os jogos estão ocorrendo fora de São Paulo e receber todos vocês aqui nos honra muito. Aproveitem nossa cidade e o que ela pode oferecer. Deem o seu melhor, mas sem esquecer que esse ambiente propicia a amizade, a união. Todos vocês são vencedores e daqui sairão muitos campeões”, declarou o governador, lembrando o esforço e empenho da secretária Julianne Faria para trazer o evento ao estado.

O chefe do Executivo estadual adiantou também que nesta quarta-feira encaminhará à Assembleia Legislativa um projeto de lei que torna gratuita aos portadores de necessidade especiais a passagem nos transportes públicos intermunicipais. A aprovação da lei significará um benefício direto para 27% da população potiguar.

A titular da Sethas falou sobre a importância do evento, destacando a relevância da retomada de políticas inclusivas no estado. “As Paralimpíadas chamam a atenção da população para a questão das pessoas com deficiência, que a nossa sociedade precisa trabalhar com mais atenção, desde aceitar as pessoas até a adaptação de espaços próprios para receber esse público. Estamos dando um novo começo nas políticas voltadas aos portadores de necessidades especiais para trazer de volta os programas sociais federais, como o Viver sem Limites, que foi descontinuado no RN”, disse Julianne Faria.

O presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Andrew Parsons, falou sobre o apoio recebido do Governo do Estado para a realização dos jogos. “Não há lugar melhor para receber as Paralimpíadas do que o Rio Grande do Norte, conhecido polo revelador de atletas do Brasil. Agradecemos ao governador Robinson Faria e aos secretários por nos apoiar em todos os aspectos, em nos acolher tão bem e nos dar toda a infraestrutura necessária como transporte, alimentação, disponibilização dos espaços para as disputas e acomodação. Tenho certeza que será um sucesso o evento”, afirmou. O secretário de Estado do Esporte e do Lazer, George Câmara, comentou que o evento é a materialização de um sonho que envolveu diversas secretarias. “Temos que destacar o empenho do governador, da primeira dama, dos técnicos da Secretaria de Esporte em sediar pela primeira vez o evento aqui, em um movimento ousado e carregado de responsabilidade. Aqui nós temos os melhores atletas que já são destaque dentro e fora do Brasil. A abertura de hoje das Paralimpíadas mostra que o RN está recebendo os participantes de braços abertos, mas as delegações também foram muita acolhedoras. Será uma festa muito grande”, encerrou.

Promessa de medalha

Um dos principais nomes do estado, e uma das promessas de medalha, é o atleta Welton Pereira, especialista nos 100m peito, da natação. Será a quarta participação do nadador potiguar em Paralimpíadas, mas dessa vez com um sabor diferente.

“Já consegui medalha de ouro, prata e até bronze em outras participações nos jogos, mas dessa vez sinto uma responsabilidade maior por estar disputando em casa. É muita emoção mesmo, porém estou concentrado e bem treinado para trazer mais uma medalha para o Rio Grande do Norte”, garantiu.
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário