15 dezembro 2015

Governo do Estado leva mutirão de direção veicular para Apodi

O Governo do Estado, por meio do Detran, vai realizar no próximo sábado (19), na cidade de Apodi, a quarta edição do Mutirão de Teste Prático de Direção Veicular. A ação operada por técnicos da Coordenadoria de Habilitação de Condutores do Detran já passou pelas cidades de Parnamirim, Caicó, Acari e Goianinha e tem o objetivo de ampliar o atendimento da demanda proveniente dos centros de formação de condutores que atuam nos municípios citados e em cidades circunvizinhas.


Nas três primeiras edições do Mutirão foram realizados 400 testes práticos de direção veicular. Os examinadores do Detran avaliam candidatos que já cumpriram carga horária com aulas práticas e teóricas de volante e foram considerados aptos no teste psicológico e na avaliação médica, necessitando apenas da aprovação no exame de direção veicular para terem direito a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O plano do Detran é continuar com novas edições do Mutirão durante os sábados do ano de 2016, para isso deve ser organizado um cronograma de ações que serão desenvolvidas na capital e nas cidades do interior do Estado. A iniciativa coloca em prática mais um dia de avaliação de volante itinerante, já que as atividades de testes práticos realizados pelo Detran continuam regularmente durante os dias úteis da semana.

De acordo com informações concedidas pelo setor de Estatística do Detran, de janeiro a outubro deste ano foram realizados 65.792 testes de direção veicular. Os condutores que desejam a permissão para pilotar veículo automotor de quatro ou mais rodas é avaliado no tocante a estacionar em vaga delimitada por balizas removíveis e referente à condução do veículo em via pública, urbana ou rural.

Já para os veículos de duas rodas são exigidas habilidades de ziguezague com no mínimo quatro cones, passagem por prancha ou elevação, por sonorizadores em duas curvas sequenciais de 90° (noventa graus) em “L” e duas rotatórias circulares que permitam manobra em formato de “8”.


Para que o candidato seja aprovado no teste é necessário que ele não cometa nenhuma falta eliminatória e que a soma dos pontos negativos seja menor do que três. No caso de reprovação o candidato só poderá repetir o exame decorrido 15 dias da divulgação do resultado.

ASSECOM


0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário