31 dezembro 2015

Júlio César esclarece fatos importantes em uma entrevista de grande repercussão em Ceará-mirim


Em uma entrevista bastante esclarecedora, o cearamirinense Júlio César Câmara, atual diretor geral do DETRAN, entre outros assuntos falou sobre sua trajetória política, gestão pública, suas ações no primeiro ano do governo Robinson Faria, sobre a terrível situação vivida de Ceará-mirim e sobre a sucessão municipal que acontecerá no próximo ano. 

Sobre sua trajetória no serviço público 

Júlio César destacou o fato de ser servidor público há 22 anos, já ter sido procurador do município, vereador e presidente da Câmara, ter participado do Gabinete Civil do governo estadual, ter assumido a presidência da ENGERN e, atualmente, ocupar a direção geral do DETRAN, sempre deixando marcas positivas em sua história de homem público e sem, NUNCA, ter respondido a NENHUM processo durante todo esse tempo. “Nesses 22 anos de atividade pública não respondo a nehum processo, NENHUM. Já fui procurador do município, do Gabinete Civil do Estado, uma conquista não minha, mas do povo da minha cidade. Fui para a ENGERN, empresa que administra os ativos do estado. Depois, a pedido do Governador Robinson Faria, veio a missão de ser o gestor do DETRAN. Ser o diretor de um órgão tão importante”. Enfatizou.

"Fui presidente da Câmara e já ouvi muita gente falar que Júlio é isso, é aquilo, mas ninguém critica minha atuação como gestor. Não vejo ninguém dizendo que estou sendo um mau gestor no DETRAN, que fui mau administrador da Câmara, como procurador do município. Pelo contrário, como procurador criei um programa de atendimento à população carente de forma gratuita, com cinco advogados à disposição". Destacou.

Sobre sua participação no Governo do Estado 

Neste primeiro ano do Governo Robinson Faria, Júlio César ocupou três importantes cargos na gestão estadual.

Logo após sua posse, o governador designou Júlio César para participar do núcleo do Gabinete Civil durante o período de instalação da nova gestão.

Em seguida, Júlio César assumiu a presidência da ENGERN, que é a empresa que administra os ativos do estado. Após arrumar a casa, uma nova missão lhe foi confiada e veio então o maior desafio: O DETRAN/RN

Atendendo a mais um pedido do governador, em julho deste ano, Júlio César assumiu o cargo de Diretor Geral do DETRAN/RN e já é apontado por muitos como um divisor de águas na gestão daquele que é um dos mais importantes órgãos da gestão estadual.

Todo este esforço foi reconhecido pelo governador que, em uma solenidade para entrega de novos equipamentos e aumento do efetivo da Operação Lei Seca, demonstrou a sua satisfação com a competência e a motivação de Júlio César em contribuir com sua gestão. 

Sobre as ações do DETRAN em Ceará-mirim 

Júlio César ainda revelou que o DETRAN, na sua gestão, a partir de fevereiro próximo, estará realizando cursos profissionalizantes para motoristas para fazer o motorista ter o poder legal de ter na sua habilitação  categoria profissional, uma exigência nacional para quem é condutor de taxi, moto taxi ou atividade que exige a categoria.

Sobre as ações do órgão no município, o diretor prosseguiu: "Havia muita reclamação de Ceará-Mirim para implantar um sinal de trânsito na cidade. Foi implantado o primeiro e nossa equipe do DETRAN está fazendo um estudo para analisar outros locais para instalação". Ele ainda acrescentou: "Muita gente nos fala sobre buracos em Ceará-Mirim, aí não compete ao DETRAN. O buraco quem cavou que tape, foi a Prefeitura, por isso que é o conhecido como Prefeito Tatu, porque cavou a cidade toda, o sinal não tem culpa". Concluiu. 

Sobre política e a sucessão municipal 

Sobre política, Júlio César manteve de forma coerente sua oposição a atual gestão municipal. Falou sobre o descaso que nossa cidade e nosso povo vem sofrendo nos últimos 7 anos e da prática de tentar enganar o povo que vem sendo usada pela atual gestão atráves de informações manipuladas. Obras inacabadas, contratos milionários com empresas que, segundo a CGU, foram favorecidas nos pregões, também foram alvos de comentários. 

Quando indagado sobre a sucessão municipal, Júlio disparou contra grupo da situação do executivo municipal. "Eu ouvi, conversa aqui, acolá, que o prefeito andou lançando três pré candidatos a prefeito, é tanto candidato do prefeito, que só do lado dele deve ter uns quatro. Eu quero fazer um apelo aos que todo dia se reúnem: Marconi Barretto, o presidente da Câmara, outros aí. Peçam ao prefeito para melhorar as ruas de Ceará-Mirim, para botar água na rua do povo, para melhorar a saúde, educação, vocês ficam prometendo coisas como se já fossem os eleitos da continuidade do prefeito. Vocês tem como fazer agora. Tem mais um ano. Vocês não cobram tanto nesse um ano do Governo do Estado? Não adianta enganar o povo, porque o povo sabe que vocês estão todos juntos para permanecer no poder. Marconi, empresário milionário, que faça algo. Até ano passado, ninguém entrava no estádio, não podia. Agora, no período pré-campanha, os times já podem ir. Ceará-Mirim não funciona só em ano de eleição!" Finalizou. 

Revelação bombástica 

A surpresa ficou a cargo de uma revelação bombástica feita por Júlio César a respeito de um pré candidato que teria sido condenado em uma ação movida por um advogado, por agressões morais e físicas perpetradas contra o autor.

"De concreto, são pessoas que se dizem que vão salvar Ceará-Mirim, condenado pela Justiça por chutar um advogado, imagino quando ganhar. Se ganhar, vai chutar o povo com mais força ainda". Afirma.

Júlio César demonstra revolta com boatos que foram feitos contra ele em anos anteriores. "Tem gente que fico impressionado. Na campanha passada, todo dia inventavam um boato contra mim.  Agora, eu faço aqui um desafio. Localizem um único processo que eu dei em alguém? Não tem, boataria fajuta. Pelo contrário, eles que acusam que respondem a processo por agressão. Entrem no site da Justiça que irão ver quem faz as falsas promessas mirabolantes está com processo condenado pela Justiça por agressão a um advogado. O povo tem que ter conhecimento da verdade. Ficou chateado porque perdeu processo aí chutou um advogado. Uma pessoa sem controle. Aí, o agressor vai para rádio, diz que vai fazer isso, aquilo. Salvador da pátria? A gente já conhece. Tá aí a cidade acabada". Assegura.

Nota: O Blog do Gordo buscará mais informações sobre este episódio envolvendo um dos pré candidatos para dar mais esclarecimentos aos amigos leitores.

0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário