31 dezembro 2015

Marconi Barreto condenado por agressão física

Depois da revelação feita por Júlio César em uma entrevista para a 106FM, onde mencionou uma condenação de um pré candidato a sucessão em Ceará-mirim, por agressão a um advogado, em plena atividade profissional, o Blog do Gordo foi pesquisar... E não é que é verdade mesmo!

Entenda o caso

Em plena audiência em uma vara do trabalho, o empresário Marconi Barreto, insatisfeito com o resultado, partiu pra cima do advogado com xingamentos e desferiu um chute contra o profissional.

Em sua decisão, o Juiz Peterson Fernandes Braga condenou Marconi a pagar uma indenização de R$ 15.000,00 a título de reparação por danos morais. Leia a decisão no final da matéria. 

O perfil autoritário e violento do empresário não é novidade

Em abril deste ano, um caso envolvendo o empresário e um dos seus funcionários tomou conta do noticiário potiguar. Segundo Marconi, o técnico Leandro Sena haveria quebrado seu nariz com um bofete. Na ocasião, Leandro Sena disse ter sido ofendido verbalmente e ter uma mesa jogada contra ele, Barretto retrucou chamando atenção novamente para a sua idade, 62 anos, e afirmando que "nada justifica dar um bofete em alguém”. Quer dizer então que chamar um advogado, no exercício da sua profissão, de mentiroso, vagabundo, ladrão e aliciador e, não satisfeito, ainda chutar o advogado, pode?

Neste caso com o advogado, parece que o senhor sexagenário, mais uma vez, julgou-se estar acima do bem e do mal e ser dono da razão quando partiu para os finalmentes esquecendo-se dos seus 62 anos.

A perguntas que não querem calar

- Se diante de um juiz, em uma sala de audiências, uma pessoa agride verbalmente e fisicamente um advogado, dá pra imaginar do que ele seria capaz de fazer com cidadãos humildes da nossa terra que ousassem reclamar de suas ações?

- Será que por trás de suas promessas mirabolantes o que ele está querendo mesmo é chutar também o povo cearamirinense?

Veja a decisão que condenou Marconi ao pagamento da indenização:



0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário