23 janeiro 2016

Governo do RN lança aplicativo no “Dia D” de combate ao mosquito Aedes aegypti

https://play.google.com/store/apps/details?id=com.vsoft.aedesnamirarn&hl=pt_BRO governador Robinson Faria, militares, Defesa Civil, Cruz Vermelha, igrejas, escoteiros e auxiliares de governo, estiveram na manhã desta sábado (23) no Planalto, na zona Oeste de Natal, no lançamento do "Dia D” de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a dengue, chikungunya, febre amarela e zyka, este vírus responsável pelos casos de microcefalia registrados no Brasil, com ênfase no Nordeste. O bairro foi escolhido por ser bastante populoso e uma das regiões com o maior índice de infecção pelo mosquito. A população pode denunciar local com focos através do telefone 199.

No "Dia D" foram destacadas cerca de 450 pessoas na mobilização que deverá atingir 6 mil residências, alertando a população sobre os riscos das doenças e as consequentes formas de combate para que o mosquito não se desenvolva. A ação ocorreu na Rua Miramangue, uma das principais do bairro, que agrupa comércios e residências.
Na ocasião, o governador conversou como moradores sobre a prevenção e reforçou a importância da vigilância em locais que possam acumular água, sobretudo em período chuvoso. Além disso, o chefe do executivo estadual recebeu informações importantes dos moradores sobre o programa Ronda Cidadã, a polícia de proximidade, implantada no bairro no dia 1º de dezembro do ano passado, mas que atende também  Guarapes, Pitimbu, Bancários e San Vale, com nove viaturas e 112 policias militares destacados para a ação.

Sobre a iniciativa, o governador declarou: "É muito bom esse contato com a população para que a gente possa ser informado qual o sentimento do povo em relação às ações do Governo, que é participativo e conta com a ajuda de todos. Conversamos aqui sobre a importância do combate ao mosquito transmissor de diversas doenças, e que todos devem ser o protagonista dessa campanha. Também obtivemos informações dos moradores sobre o Ronda Cidadã, que já reduziu os delitos na região e aumentou a sensação de segurança das pessoas que moram aqui”. 

Sobre o Dia D, Robinson Faria destacou que “essa é uma ação complexa que não depende apenas do Governo. O envolvimento da população é fundamental. Estamos fazendo a nossa parte, garantindo à população o acesso à informação para o combate ao mosquito. É preciso união da sociedade para vencermos essa luta. Agradeço a todos os envolvidos que estão conscientes que não podemos mais conviver com essa situação”, completou. 

O secretário de Estado da Saúde Pública, Ricardo Lagreca, enfatizou a ação do Governo neste sábado e chamou a atenção para os vírus que são transmitidos pelo mosquitos Aedes. “A mortalidade da dengue é superior, por exemplo, a chikungunya e a zyca, mas esta última é sequelante. Surpreendeu ao mundo todo o fato de a microcefalia estar ligada a ela diretamente. Portanto, isso é de uma gravidade extrema. Para evitar novos casos não há outra saída senão a sensibilização da população que faz parte do processo e precisa ter essa consciência que a prevenção depende dela também”, disse o titular da pasta. 

Estiveram presentes na mobilização também a secretária Chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha, os secretários de Educação, Francisco das Chagas Fernandes, e de agricultura, Haroldo Abuana, a secretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Teresa Freire, o comandante Geral do Corpo de Bombeiros, coronel Otto Ricardo Saraiva, o comandante Geral da PM, coronel Dancleiton Leite, e o diretor Geral do Instituto de Gestão das Águas, Josivan Cardoso Moreno.

Aplicativo Aedes na Mira do RN

Na ocasião, também foi lançado o aplicativo para smartphones e tablets chamado “Aedes na mira do RN”, programa bastante intuitivo e de fácil navegação. Após o download, na tela principal do aplicativo, aparecerão as opções "denúncia”, “cuidados”, “gestantes” e “serviços”. O aplicativo está disponível apenas para a plataforma Android. O download pode ser feito por meio do Google Play. 

Em “denúncia” aparecerá opção “capturar imagem”, que deve ser usada para denunciar um possível foco do mosquito ou áreas de possível infecção. Anexada a foto devem ser preenchidas informação sobre o local e dados pessoais (opcional). Todas as imagens são direcionada à Sala de Situação da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), analisadas, submetidas à triagem e mobilização para que seja adotada a solução mais adequada para cada caso que poderá ser acompanhado através de um retorno do próprio aplicativo sobre o andamento da demanda.

0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário