01 fevereiro 2016

Em Ceará-mirim, tem algo de podre na licitação dos combustíveis. Qual será o joguinho dessa vez?

Pela segunda vez, nenhuma empresa apareceu no pregão para a contratação de um posto de gasolina para fornecer combustíveis para o município. 


Qual será o jogo dessa vez? 

O que será que esta por trás dessa falta de interesse das empresas em fornecer combustíveis para o município de Ceará-mirim?

Andam dizendo por aí que esta ausência está sendo proposital para que o município possa contratar por dispensa emergencial de licitação em pleno ANO ELEITORAL. SERÁ?

Nos pregões dos anos anteriores, somente o AUTO POSTO JR compareceu ao certame e, de lá pra cá, só ele tem levado os contratos. Não é estranho que depois de 7 anos sendo contratado, nem mesmo o AUTO POSTO JR tenha interesse no contrato para 2016?

Será que o AUTO POSTO JR continua com a documentação irregular, como constatou a CGU em seu RELATÓRIO BOMBA de 305 páginas, onde apontou, TAMBÉM, o favorecimento na sua contratação? 

Será que o desinteresse do AUTO POSTO JR tem algo a ver com o distrato feito com o município no contrato que faltava apenas 30 dias para terminar? 

Será que o AUTO POSTO JR não participou do certame por causa das "fofocas" que um tal vereador andou dizendo que estão sendo levadas ao MP?

Recentemente, o Conselho Municipal de Saúde desaprovou as contas da secretaria e, entre outros assuntos, apontou omissão de documentos que comprovassem o consumo de combustíveis. Na última sexta-feira (26), em audiência com o Ministério Público, o secretário municipal de saúde adjunto, Carlos Filho, deu uma desculpa esfarrapada tentando justificar esta omissão e o rebatido pelo conselheiro, Francisco Silva de Andrade. O Ministério Público determinou um prazo de 30 dias para que os documentos fossem entregues ao Conselho. Será que isso foi uma FOFOCA?


0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário