10 abril 2016

Ações educativas do DETRAN reduzem pela primeira vez em 3 anos o atendimento de vítimas no Walfredo


Pela primeira vez nos últimos três anos o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG) registra redução no número de atendimentos de vítimas de acidentes de trânsito. De janeiro a março deste ano foram feitos 2.574 boletins de atendimento destes casos, contra 2.759 em 2015.

Os acidentes de moto também diminuíram. Nos primeiros três meses de 2015, a maior unidade de saúde pública para atendimentos do trauma do RN contabilizou 2.448 acidentes envolvendo moto. Este ano, até o final de março, foram registradas 2.240 ocorrências.

Estes números ainda são pequenos e pouco refletem na demanda do trauma do Walfredo Gurgel. Mas, acredito que possa ser um início de um cuidado maior de motoristas e motociclistas no trânsito. Fazia três anos que não víamos redução destes casos. Talvez ainda haja esperança”, disse o cirurgião geral do HMWG Ariano Oliveira. 

De acordo com o diretor-geral do Detran, o cearamirinense Júlio César Câmara, estes dados confirmam a importância e os resultados positivos das campanhas educativas promovidas pelo órgão.

"Ficamos felizes em constatar que as campanhas de educação no trânsito, promovidas pelo DETRAN, refletiram positivamente e ajudaram a diminuir os atendimentos no Walfredo Gurgel. Isso prova que estamos no caminho certo e que essas ações precisam continuar firmes para que os resultados sejam ainda mais positivos, diminuindo os gastos com a saúde pública e, sobretudo, preservando vidas", comentou Júlio César.

"E bom lembrar que a população aprova estas campanhas, como ficou demonstrado em uma pesquisa de satisfação realizada no ano passado. Isso nos alegra e nos incentiva a continuar realizando esse trabalho na busca de uma redução ainda maior no número de acidentes e de vítimas fatais", reforçou.

A pesquisa mencionada por Júlio César aconteceu em setembro de 2015 e trouxe informações importantes relacionadas a campanhas educativas de trânsito, apontando que na opinião dos entrevistados as ações são responsáveis pela diminuição dos custos com a saúde, além de evitar acidentes.

Os dados confirmaram que 88,8% dos pesquisados nas quatro zonas urbanas da capital acreditam na eficiência da educação de trânsito na prevenção de vítimas de acidentes de tráfego.

Diante disso, os entrevistados se colocaram a favor de campanhas educativas constantes, ou seja, aquelas efetivadas durante todo o ano. Nesse sentido, 93,8% das pessoas pesquisadas manifestaram apoio, contra 4,1% que indicaram que as campanhas deveriam ser apenas sazonais.

A pesquisa mostrou ainda que 92,2% da população natalense aprova o investimento público em campanhas educativas de trânsito.

Outro dado importante é que 48,5% dos pesquisados, acreditam que ação de conscientização direcionada para que o motorista não faça uso de bebida alcoólica quando for dirigir é o tema mais importante abordado nas campanhas, que é seguido de celular ao volante, com 14,1%, e o uso responsável das motocicletas e ciclomotores, ambos com 9,1%.

As informações contabilizaram números de janeiro a setembro de 2015, período mais intenso das campanhas do Detran, e os comparam com o igual período do ano passado. O resultado é que a quantidade de acidentes em Natal caiu 15,8%, e no tocante a vítimas fatais esse dado foi reduzido em 8,9%. Já no Estado, nesse mesmo período o número de pessoas que perderam a vida foi diminuído em 16,1%.

Clique aqui e veja os dados da pesquisa realizada em setembro de 2015.



0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário