10 maio 2016

Globo, a Voz do Golpe, conseguiu: Maranhão volta atrás e anula anulação do impeachment

A pressão foi demais e o deputado Waldir Maranhão não resistiu a uma edição do Jornal Nacional, da Voz do Golpe, a Rede Golpe, digo Globo, e desdisse o que disse.

Por Antonio Melo - Blog do Melo

Maranhão voltou atrás da decisão que havia tomado de anular o julgamento pela Câmara da admissibilidade do pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

Em carta endereçada ao presidente do Senado Renan Calheiros [imagem] o deputado informou sua decisão: 

"Revogo a decisão por mim proferida em 9 de maio de 2016, por meio da qual foram anuladas as sessões do plenário da Câmara dos Deputados ocorridas nos dias 15, 16 e 17 de abril de 2016, nas quais se deliberou sobre denúncia por crime de responsabilidade número 1 de 2015". 

Maranhão não resistiu a uma edição inteira do Jornal Nacional dedicada a desmoralizá-lo de todas as formas. 

Agora volta ao limbo nacional onde vivia e, talvez, com a vida pública encerrada para sempre em seu estado. 

Papel inversamente oposto destinado a Renan, tratado como rei dos probos (ele que tem 12 processos contra) na mesma edição do JN, e que agora volta a ser alvo da bandidagem global para que agilize e não crie problemas para o golpe. 

Maranhão tentou. O governador Dino, o estado do Maranhão, o Nordeste (que hoje é outro, após os governos Lula-Dilma) tentaram, mas o golpe, capitaneado mais que nunca pela Voz do Golpe, venceu mais uma. 

A luta continua. "No esta muerto quien pelea".


 
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário