11 maio 2016

[ÁUDIO] Vereador Jácio Praxedes detonando Peixoto - Capítulo I: A Quebra do acordo.

Segundo o vereador Jácio Praxedes, Peixoto não respeitou um acordo feito na campanha de 2012 com o seu pai, o vice prefeito Praxedes.
 

Na sessão desta terça-feira (10), o vereador Jácio Praxedes deu continuidade as suas revelações, sobre as relações entre o seu grupo político e o prefeito Peixoto, e trouxe à tona um acordo que foi feito na campanha de 2012.

O acordo: Para compor a chapa e ter Praxedes como seu vice, na campanha de 2012, Peixoto teria se comprometido a deixar a prefeitura em dois anos e entregar a administração do município a Praxedes, um filho da terra, em 2014.

Vejam o que disse o vereador: 

Só que, infelizmente, esse compromisso não foi cumprido. Todos nós sabemos que quando ia chegar os dois anos, teve a Operação Baco. E foi feito investigação, foi feito busca e apreensão na casa do prefeito e de alguns secretários e, infelizmente o prefeito disse: - Não tenho como cumprir o acordo. Porque eu estou respondendo isso aí e se eu entregar a prefeitura agora eu não tenho como, porque se eu entregar vou perder meu foro privilegiado (palavras do prefeito Peixoto, segundo o vereador Jácio). - Disse que não poderia cumprir o acordo. Então já começou aí não cumprindo os compromissos, não cumprindo o compromisso que fez com o Democratas, não cumprindo o compromisso que fez de entregar a prefeitura a um cearamirinense nato."

Pois é, leitores! Peixoto atropelou Praxedes, traiu o compromisso firmado com o grupo do vereador Jácio, e não entregou a prefeitura ao vice prefeito Praxedes em 2014. Tudo isso porque não queria perder o Foro Privilegiado que goza na OPERAÇÃO BACO, onde ele é acusado pelo Ministério Público de ser o chefe de uma ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA.

OUÇA O QUE DISSE O VEREADOR JÁCIO PRAXEDES:

 


0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário