16 junho 2016

A falta de médicos e o CAOS na saúde de Ceará-Mirim é assunto da coluna de Eliana Lima

A coluna da jornalista Eliana Lima, na Tribuna do Norte, trouxe hoje informações importantes sobre a falta de médicos e o CAOS NA SAÚDE DE CEARÁ-MIRIM.



Menos
Depois de entrar na contramão e se tornar o primeiro município do Brasil a deixar o programa Mais Médicos, do governo federal. Ceará-Mirim agora amarga a falta deles.

Médicos
Bareta foi lá e conferiu: diariamente, pacientes do Hospital Percílio Alves, administrado pela prefeitura, têm que esperar em média duas horas sem assistência, entre a saída do médico da noite e a chegada do médico da manhã.

Posto de doença
Nos postos de saúde do município a situação ainda é pior. Os médicos da Família, que apareciam a cada 15 dias, sumiram depois que foram obrigados pelo Ministério Público a cumprir a jornada de trabalho para a qual eram contratados. E nem com o aumento de 100% no salário pagos aos médicos, aparecem dispostos a trabalhar.

Tiradentes
Os dentistas da terra dos verdes canaviais aproveitaram a crise para exigir da prefeitura o pagamento do mesmo salário pago aos médicos. E, em protesto, também abandonaram seus postos.


0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário