13 agosto 2016

Os FANTASMAS da Câmara de Ceará-Mirim... Parece que existem mesmo! Será que esse era um deles?

"Funcionário" foi exonerado após ser questionado sobre os cargos que acumulava na câmara e na prefeitura, e sobre o uso das suas redes sociais para a promoção do candidato, Renato Martins, do PR-22, de Peixoto.

No dia 28 de maio um leitor do Blog do Gordo nos enviou uma denúncia a respeito de um possível parente do presidente da câmara municipal e candidato a prefeito, vereador Renato Martins (PR-22), que estaria acumulando vínculos com a prefeitura e com a câmara e que, além disso, nunca teria sido visto trabalhando no legislativo.

De acordo com o leitor, em um site de notícias do estado, o Sr. Tiago foi confrontado com outra pessoa que o acusou de acumular os vínculos e de usar seus perfis nas redes sociais para promover o pré-candidato, Renato Martins (PR-22).


Vejamos os fatos:

Em novembro de 2015, o Sr. Tiago de Macedo Leite Trindade foi nomeado para ocupar um cargo em comissão na Câmara Municipal. Na época, o Sr. Tiago ocupou o cargo de “Diretor de Recursos Humanos e Tecnologia da Informação”, função que ocupou até fevereiro de 2016. Em março de 2016, o Sr. Tiago mudou de função na câmara e ocupou o cargo de "Gerente de Processamento Legislativo e de Apoio as Comissões".


Acontece que o Sr. Tiago também ocupa um cargo na Secretaria de Administração Municipal, onde a secretária é Glauciane Tavares, esposa do vereador Renato Martins (PR-22). Lá, o Sr. Tiago ocupa o cargo de "Auxiliar Operacional" desde abril de 2014 e, até o momento, continua na folha de pagamento.


Fica claro que durante o período em que figurava na folha de pagamento da câmara municipal, o Sr. Tiago Leite também recebia pela prefeitura, o que configura um flagrante acúmulo ilegal de cargos públicos. 

Embora tenha ocupado uma importante diretoria na câmara municipal, já que foi "Diretor de Recursos Humanos e Tecnologia da Informação", não deveria este funcionário ser conhecido por todos os outros?

E como "Gerente de Processamento Legislativo e de Apoio as Comissões", não deveria o funcionário ser conhecido por todos os vereadores? Principalmente os vereadores membros das comissões?

Acreditem, prezados leitores, todos os funcionários e vereadores que foram consultados pelo Blog do Gordo foram rápidos em dizer que não tinham conhecimento de que o Sr. Tiago trabalhava na Câmara. Uns até disseram que o conhecem, mas que nunca viram o ex "Diretor de Recursos Humanos e Tecnologia da Informação" e ex "Gerente de Processamento Legislativo e de Apoio as Comissões", trabalhar naquela casa.

Diante da iminente repercussão negativa deste "mistério", o presidente da câmara agiu muito rápido. Logo após ter sido interpelado pelo comentário postado em um site de notícias do estado e ter sua situação exposta publicamente, o Sr. Tiago foi exonerado do cargo que ocupava na câmara municipal, fato que ocorreu através de uma portaria publicada na terça-feira, 7 de junho. 


Claro que vivemos em uma democracia e cada pessoa tem o direito usar suas redes sociais para apoiar e colaborar com quem bem entender. O assunto aqui não é esse.

O que questionamos aqui é a legalidade ou não do acúmulo de cargos públicos que acontece com muita frequência em Ceará-Mirim e também o cumprimento da carga horária destes supostos funcionários.

Afinal, o que aqui foi relatado, é ou não é legal?

Será que seria um dos fantasmas que vagava pelo circo?

O candidato do PR-22, Renato Martins, disse que na câmara não existem fantasmas. Será?

Com a palavra, o Ministério Público do RN! 


0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário