15 agosto 2016

Polícia Militar de Ceará-Mirim reage a acusação caluniosa de um pré candidato a vereador

Na tarde deste sábado (13), o Sr. Damião dos Santos Silva denunciou em um grupo de Whats App que uma viatura da Polícia Militar do RN e, consequentemente os agentes que estavam de serviço, estaria exercendo uma espécie de segurança privada.

Da sua casa, na rua Meira e Sá, o Sr. Damião fotografou uma viatura alguns metros mais abaixo, na mesma rua.

Segundo ele, a viatura estaria parada em frente a uma empresa particular, enquanto deveria estar circulando pela cidade dando proteção a população. Em sua denúncia, o Sr. Damião diz ainda que a empresa deveria pagar por segurança e não usar a segurança pública. Veja abaixo o comentário e a foto:


O teor da acusação do Sr. Damião é grave, pois caracteriza (ao menos do ponto de vista dele) que os policiais da viatura estariam usando bens públicos e trabalhando em benefício de uma empresa privada em pleno horário de serviço.

Acontece que as acusações infundadas e caluniosas do Sr. Damião acabaram chegando ao conhecimento da Polícia Militar, o que provocou uma contundente e imediata reação por parte dos seus agentes.

Em nota, o Sd PM Roberto Freire, conhecido por todos por sua seriedade e compromisso com a segurança pública, esclarece o fato ocorrido e informa que, possivelmente, a denúncia caluniosa será motivo para que o policial preste queixa contra o Sr. Damião.

Veja a nota de esclarecimento do Sd PM Roberto Freire:

"Bom dia e bom domingo a todos! 

Gostaria de iniciar este pequeno texto com uma pergunta ao ilustríssimo Damião, que pelos comentários postados neste mesmo grupo, acredito que seja “doutor” em segurança pública.

Excelentíssimo Damião, o senhor teceu tal comentário relacionado a uma viatura de polícia que se encontrava na rua Dr. Meira e Sá, mas devidamente de frente ao Natal Cap, baseado em quê?

O senhor tem pelo menos noção de como é feito o trabalho de uma polícia ostensiva e preventiva? E que seja proibido uma viatura de polícia militar estacionar ou fazer ponto base em algum lugar, comércio ou logradouro?

Pois bem “doutor”, vou te explicar:

Uma viatura de polícia militar não só pode como também deve, sim, parar e fazer ponto base em qualquer estabelecimento comercial, prédios públicos, praças, hospitais, escolas e vias públicas, pois esses lugares são frequentados por cidadãos igual a você. Uma viatura em lugares estratégicos pode evitar assaltos e outros crimes. Inclusive a tua segurança, pois como mostra a fotografia que fora tirada de uma residência ao qual tinha o visual da VTR.

Eu parei e estava conversando com um amigo também. Ou será que é proibido?

Nosso serviço é de 24 horas.
Será que durante esse período eu e minha equipe não poderíamos parar? 
Ou somos robôs? 

Entendi que o que foi citado pelo senhor seja grave, pois não fizemos segurança exclusiva de ninguém, pois neste caso até a segurança da tua casa fizemos. Ou não foi? 

Mas se o senhor ainda entende que houve crime nisso aí, vá lá e nos denuncie! Pois estou pensando seriamente em prestar queixa contra o senhor e seus comentários CALUNIOSOS contra a minha guarnição.

E outra: essa cultura de apedrejar a polícia militar já é velha e está fora de moda. 

E sim, meu comandante vai ficar sabendo disso, não se preocupe. 

Outra coisa: no lugar de atacar a PM, ataque teus representantes políticos, pois eles sim são culpados por só terem duas viaturas numa cidade onde era para ter no mínimo cinco. Saiba que estamos fazendo nossa parte. 

Sd. PM R. Freire, motorista da viatura da foto." 

Diante do acontecido, outros agentes da PM comentaram sobre o assunto, como foi o caso do Sd. PM Maxsandro: "Ontem, quando vi a postagem de Damião, quis muito responder suas ilações. Não o fiz porque preferi conversar primeiro com os companheiros de trabalho, que tanto conheço suas condutas perante o serviço policial. Não concordei com o que foi falado e nem muito menos concordaria. Como sou seu amigo, Damião, sei que seu perfil é esse de reivindicar as coisas, porém é de extrema importância certificar-se corretamente das coisas para não acusar injustamente, sem falar do risco que se corre pois, como bacharel em direito, sabes das implicações jurídicas em certas circunstâncias. Portanto, as palavras do amigo e companheiro de farda, o Sd. R. Freire, foram muito oportunas e que para mim bastam."

Esclarecido o fato e estando a verdade estabelecida, esperamos que situações como esta não se repitam e que denúncias sejam feitas com responsabilidade e com conhecimento dos fatos.

O Blog do Gordo deixa registrado seu apoio aos noss
os valorosos agentes da Polícia Militar do RN, bravos guerreiros que, apesar de todas as dificuldades, atuam para zelar por nossa segurança, diuturnamente.



0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário