31 dezembro 2016

Com atuação brilhante Amanda massacra Ronda no primeiro round e mantém o cinturão do UFC


Sem sofrer um golpe sequer de Ronda Rousey, Amanda Nunes se consolida como um dos grandes nomes do UFC. No combate deste sábado, a brasileira ignorou completamente o fato de ter pela frente uma lenda do Ultimate, atropelando o maior nome do MMA feminino da história. Foram 48 segundos de massacre, nos quais Ronda Rousey sofreu a maior derrota de sua carreira.

"Eu realmente treino muito duro. Eu tenho um time que está comigo, olha esses caras aqui. Todos esses caras na academia fazem de mim uma grande lutadora. Tenho que agradecer a American Top Team. Estou em outro nível hoje. É incrível, a gente conversou porque ela (Ronda) fez muito pelo esporte, ela tem uma história. Mas agora, eu sou a campeã. Vocês têm que parar com essas coisas de Ronda Rousey, agora a campeã é a Amanda Nunes", bradou a brasileira, ainda no octógono.

A luta representou a primeira defesa de cinturão da baiana de 28 anos, que levou o título ao superar Miesha Tate, no UFC 200.

"Quando pedi essa luta ao Dana White, sabia que poderia vencer. Preparei a minha cabeça, meu espírito e meu corpo. Sabia que a Ronda Rousey era grandiosa, mas ninguém vai tirar esse cinturão de mim. Em toda a minha preparação eu soube que ia ser a campeã", disse.

"Estou preparada, treinei muito para essa luta. Eu treino para ela desde que entrei no UFC, sabia que ia acontecer e essa noite provei para todo mundo. Sou a melhor lutadora do mundo. Podem parar com essa coisa de Ronda Rousey, ela vai se aposentar, vai fazer filmes, e eu vou continuar. Vocês têm que olhar para outras meninas. Eu sou a campeã", discursou a brasileira diante do público em Las Vegas.

Ronda Rousey deixou o octógono completamente abalada, ao lado de sua mãe. A ex-campeã ficou afastada do UFC por mais de um ano. Antes do combate contra Amanda Nunes, Ronda praticamente não falou com a imprensa, e evitou os compromissos que antecediam a luta. Destronada por Holly Holm no UFC 193, Ronda Rousey só queria mostrar diante da brasileira que poderia voltar ao topo. Não foi o que aconteceu. Ronda foi massacrada de forma implacável.
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário