29 dezembro 2016

[FARRA] Sem licitação, SAAE vai gastar R$ 56 mil em combustíveis em apenas 22 dias

No apagar das luzes, o SAAE faz um contrato "emergencial sem licitação" de R$ 41.951,00 e um aditivo de R$ 14.825,50, em um contrato ainda em vigência, e vai gastar R$ 56.776,50 em combustíveis em apenas 22 dias. 


Ficou confuso? Entenda:

Em 19/04/2016, o SAAE firmou contrato Nº 014/2016 com um posto de combustíveis no valor de R$ 59.302,00, com vigência até o dia 31/12/2016. 

Até aqui, tudo bem...

Acontece que na edição do dia 29/12/2016 do Diário Oficial dos Municípios, o SAAE publicou um termo aditivo ao contrato Nº 014/2016, no valor de R$ 14.825,50. Mesmo sendo um valor muito alto, se considerarmos que o contrato original previa uma média de R$ 7.000,00 por mês e o aditivo foi feito apenas para o mês de dezembro, o aditivo poderia ser justificável para um consumo elevado de combustíveis e a necessidade da continuação do abastecimento dos carros do SAAE para a devida prestação dos serviços da autarquia até o final do ano.

Até aqui, tudo bem...

Agora, o que não da para entender é uma outra publicação também feita na edição do dia 29/12/2016 no Diário Oficial do Município. 

Aqui vem o inexplicável... 

Mesmo existindo um contrato com vigência até 31/12/2016 no valor de R$ 59.302,00 que, somado ao aditivo de R$ 14.825,50 chega a R$ 74.127,50, o SAAE publicou o extrato de mais um contrato com vigência de 09/12/2016 a 31/12/2016 no valor de R$ 41.951,00.

Como entender um gasto de combustíveis de mais de 56 MIL REAIS em apenas 22 dias?

Será que é por causa desses absurdos que durante os 8 anos do DESgoverno o SAAE insistiu em não ter seu Portal da Transparência, mesmo tendo contratado e pago uma empresa para realizar este serviço. 

Mas o que esperar de uma autarquia que além de não ter portal da transparência, tem uma grande tradição em fazer contratos emergenciais sem licitação... Quase 1 MILHÃO DE REAIS só em 2015, tem funcionários contratados com remunerações bem acima da média dos demais funcionários do município e ainda firma contratos de mais de 275 MIL REAIS com pessoas físicas?

Ainda bem que chegou ao fim.

Será que o novo prefeito fará uma auditoria séria nas contas da gestão do DESgoverno? 


Ou será que vai continuar tudo do mesmo jeitinho?

0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário