19 dezembro 2016

Neto dá primeiros passos, e médico prevê volta aos treinos em até 120 dias

Recuperação do zagueiro deixa médico satisfeito, e alta pode acontecer na próxima semana. Follmann passará por nova cirurgia, e Henzel deve deixar hospital nesta segunda-feira



Último sobrevivente resgatado da tragédia com o avião da Chapecoense, aproximadamente oito horas após a queda da aeronave, Neto deu os seus primeiros passos no último sábado, com o auxílio de um colete ortopédico, no hospital em que está internado na cidade de Chapecó. O zagueiro se recupera de uma lesão na quinta vértebra lombar só com medicamentos e tem previsão de alta para a próxima semana.

Satisfeito com a evolução do zagueiro, o médico Marcos Sonagli disse que, entre 90 e 120 dias, Neto deverá poder voltar a treinar, dependendo do grau de recuperação das lesões associadas aos membros inferiores.

- Hoje (domingo) nós temos boas notícias. Ontem à noite (sábado), o Neto deu os primeiros passos. Isso é muito importante porque o Neto tem uma fratura na quinta vértebra lombar, que inicialmente é com tratamento conservador, sem precisar de cirurgia. Ele tem usado um colete para dar suporte, proteção para a coluna lombar (...). Ele conseguiu caminhar com um pouco de auxílio e não teve dor na região lombar. Ele tem falado que quer voltar a jogar. Isso ele deixa bem claro. Mas a primeira intenção dele é ir para casa (...). Ele quer ter contato com a família, os filhos já vieram e tudo mais. Ele quer jogar e como a fratura dele é de tratamento não cirúrgico, ele vai ter que usar o colete por, pelo menos, 90 dias (...).  Eu acredito que ele já possa estar treinando, dependendo das lesões associadas aos membros inferiores, entre 90 e 120 dias. De três a quatro meses. Mas o Neto é mais um guerreiro. Ele sempre surpreende a gente e é difícil dar uma data porque normalmente eles sempre conseguem mais do que a gente imagina. Eu estou torcendo para isso acontecer também - afirmou o médico.

O jornalista Rafael Henzel está bem próximo de voltar para casa. Nas próximas 24 horas, ele passará por uma nova avaliação para saber como está o seu quadro infeccioso. Caso ele siga evoluindo, a alta deverá ser confirmada para esta segunda-feira. Henzel ainda se recupera de fraturas no pé esquerdo e no tornozelo. De acordo com a médica Juliana Foresti, a recuperação dessas lesões será feita em outro momento.

- (Ele ainda tem) Algumas lesões nos dois membros inferiores que precisam ser fixadas, mas o que não vai ser feito agora.

Jackson Follmann, que teve parte da perna direita amputada, passará nos próximos dias por uma cirurgia no tornozelo esquerdo. De acordo com o médico Rovani Camargo, do hospital onde os jogadores estão internados, o goleiro passará por uma artrodese, um procedimento para fixar o tornozelo em uma posição funcional, para que possa continuar caminhando, mesmo que tenha algumas limitações.

- A lesão que o Follmann teve foi uma fratura luxação do tornozelo, uma lesão no talus. O talus é osso do tornozelo que faz a principal articulação com a tíbia (...). Ele vai ter que ser submetido a um reparo dessa lesão. Provavelmente será feita uma artrodese, fixação do tornozelo em uma posição funcional para ele manter um padrão de caminhada. Manter o pé em uma posição funcional para ele ter um futuro aí funcional.

O lateral Alan Ruschel foi o primeiro sobrevivente brasileiro a ter alta em Chapecó. Ele deixou o hospital na última sexta-feira e deu uma emocionada entrevista no sábado, quando disse que espera voltar ao futebol em seis meses.

Por SporTV



0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário