29 setembro 2017

[CEARÁ-MIRIM] Justiça quebra sigilo bancário de ex-secretária e outros envolvidos na Operação Baco


Em ofício expedido no último dia 22 de setembro e encaminhado para o Departamento de Ilícitos Financeiros e de Atendimento de Demandas de Infor, do Banco Central do Brasil, a juíza Niedja Fernandes dos Santos e Silva deferiu o pedido do Ministério Público e determinou a quebra do sigilo bancário de Rejane Lídice Bezerra de Oliveira, que foi secretária de finanças do município de Ceará-Mirim, na gestão do ex-prefeito Peixoto.

No ofício, a justiça relaciona 7 contas bancárias e determina que o Banco Central informe toda a movimentação financeira compreendida no período entre 01/01/2011 e 04/02/2015.

No processo 0101169-90.2017.8.20.0102 são requeridos, além da ex-secretária Rejane Lídice, a Sra. Gerlândia de Albuquerque Souza, José Eider de Araújo e a empresa J&G Empreendimentos LTDA, que pertence aos empresários Gerlândia e José Eider.

Todos os envolvidos são réus em processos originados na OPERAÇÃO BACO, que investiga a uma possível ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA que operava no município durante a gestão do ex-prefeito Antônio Marcos de Abreu Peixoto.

Veja a íntegra do ofício que determina a quebra do sigilo bancário dos investigados:







0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário