04 maio 2018

Walfredo Gurgel participa do movimento Maio Amarelo pelo segundo ano consecutivo

O Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG) – em parceria com os órgãos que compõem o Projeto Vida no Trânsito no Rio Grande do Norte (RN) – volta a fazer parte das ações educativas que ressaltam a importância da redução dos acidentes no trânsito e que, todo ano, nesse mesmo período, recebe o nome de “Maio Amarelo”. O tema escolhido para esta edição foi “Nós Somos o Trânsito”. A abertura oficial acontece nesta quinta-feira (3), na cidade de Mossoró, no auditório do Senai/RN, às 09h, reunindo as principais autoridades de trânsito do Estado.

Como primeira ação no HMWG, na sexta-feira (27), o hospital recebeu o símbolo do Projeto – um laço amarelo (medindo 2,5m de altura por 1,80 de comprimento) que está exposto em frente ao Pronto Socorro Clóvis Sarinho (PSCS). No próximo dia 9, às 9h, no auditório, acontecerão duas palestras: “Direção Defensiva” e “Lei Seca”. Haverá também depoimentos de pacientes internos que sofreram acidentes de trânsito. Às 15h, nas recepções do Pronto Socorro haverá apresentações teatrais. Finalizando o dia, às 16h, o Moto Club fará uma visita aos leitos dos pacientes acidentados, alertando sobre direção segura no trânsito. O Grupo retornará no dia 25, às 15h, para uma nova visita e diálogo com os internos. Ainda no dia 25, às 16h, no auditório, acontecerá a palestra “DPVAT com legalidade”.

“Nós somos um hospital referência no atendimento de urgência para pacientes vítimas do trauma. Nossa maior demanda, neste perfil assistencial, são os acidentes de trânsito, especialmente os de moto. Seria inadmissível o Walfredo Gurgel não participar deste movimento. É uma obrigação nossa estarmos envolvidos em qualquer iniciativa que vise criar uma maior consciência na população para os cuidados em dirigir um carro ou pilotar uma moto. Uma infração, por menor que seja, pode colocar a vida de muitos em jogo”, diz a diretora geral do HMWG, Fátima Pinheiro.

Assim como no Walfredo Gurgel, até o próximo dia 31, diversas instituições de todo o estado como escolas e universidades também estarão integradas ao projeto. Para tanto, a organização preparou uma vasta programação, não só com a realização de palestras, mas que ainda conta com seminários, cursos, workshops, ações nas faixas de pedestres, caminhadas, exposição de outdoors, busdoors, distribuição de camisas, iluminação de prédios e monumentos, ações de conscientização em estações de trens, além de fiscalizações.

Segundo o representante do Maio Amarelo no RN, Harinson Almeida, “em 2017 o Projeto conseguiu realizar mais de 136 atividades em prol da segurança no trânsito. Este ano estamos almejando atingir mais de 200. Nosso objetivo é promover a construção de um trânsito mais humano e sem violência”, afirma.

O Movimento Maio Amarelo nasceu com a proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto número de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. Seu objetivo é contribuir para a diminuição desses índices.

Ainda segundo Harinson “este movimento de conscientização tem ganho um importante espaço e valor social pela disseminação e envolvimento sobre a temática segurança viária na sociedade civil e para instituições públicas”, destaca. “No ano passado, em todo o país, tivemos mais de 500 cidades participando do movimento. No mundo, foram 26 países a aderir a essa iniciativa”, finalizou.
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário