08 novembro 2018

Vereador Luciano Morais recorre da condenação a mais de 4 anos de prisão pela tortura de Micarla

A decisão que condenou o vereador Luciano Morais, de Ceará-Mirim, 4 anos e 8 meses de prisão em regime fechado, seguiu nesta quarta-feira (07) para o Tribunal de Justiça do RN.


No processo, o vereador Luciano Morais apelou da decisão do magistrado Cleudson Araujo Vale, que julgou procedente a acusação do Ministério Público e o condenou pela autoria do crime de tortura que vitimou Micarla Araujo do Nascimento, aplicando a sentença de 4 anos e 8 meses de prisão em regime fechado, além de decretar a perda de cargo público e a interdição do exercício de cargo, função ou emprego público por 9 anos e 4 meses, o dobro do prazo da pena. [SAIBA MAIS AQUI]

Também recorreram os réus Rildo Braz da SilvaManoel Palhares de Barros Neto e Rodrigo Emiliano Nunes de Freitas.

Clique [AQUI] para visualizar o processo na página do TJ RN.
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário