12 fevereiro 2019

Faculdade Católica representa um novo rumo para a educação superior no RN


A comunidade acadêmica da Faculdade Diocesana de Mossoró, que agora se tornou Faculdade Católica do Rio Grande do Norte, e a sociedade da região Oeste comemoram dois importantes marcos para a instituição de ensino, no ano em que completa 10 anos de fundação. Em sessão solene que contou com a presença da governadora Fátima Bezerra, a Diocese de Mossoró apresentou na noite desta segunda-feira (11) o nome atual e inaugurou o prédio que abrigará a Biblioteca Dom Mariano Manzana, que funciona até então no Colégio Diocesano.

“A inauguração de mais uma biblioteca, e tão bonita quanto esta, renova a nossa esperança de lutar por um mundo com mais amor e justiça social", afirmou Fátima, uma das responsáveis, enquanto senadora, pela articulação junto ao MEC para autorização dos três primeiros cursos da faculdade, conforme lembrou o diretor, Padre Charles Lamartine. Ela parabenizou o Padre Sátiro Dantas, diretor do Colégio Diocesano e ex-reitor da UERN (Universidade Estadual do RN), pela iniciativa de fundar a faculdade e a todos que com ele abraçaram esse sonho.

Mais uma vez, a governadora reafirmou o compromisso com a Educação no RN desde a rede básica de ensino até o nível superior, com ênfase para escola em tempo integral, educação profissionalizante e fortalecimento da UERN. “Que a luta do Padre Sátiro e do Padre Charles Lamartine nos inspire, principalmente a mim, nesse momento que me fez a primeira governadora de origem popular do RN, para que possamos trabalhar para melhorar os indicadores de educação e minimizar os índices de analfabetismo, que ainda são altíssimos”, afirmou.

O bispo de Mossoró, Dom Mariano Manzana, recebeu a justa homenagem com visível emoção e citou que as primeiras universidades nasceram à sombra de mosteiros, abadias e conventos e, nessas instituições, as bibliotecas sempre eram os locais de convergência, verdadeiros pontos de encontro onde os acadêmicos dialogavam e projetavam o futuro. “Para nós, é um grande mérito iniciarmos a caminhada rumo à criação da Universidade Católica do Rio Grande do Norte com a inauguração desta biblioteca. Sonhamos que nossa instituição forme pessoas íntegras, corretas, que saibam se relacionar com as outras e com Deus”, destacou.

ESCOLA HUMANISTA

A mudança de nome para Faculdade Católica do RN tem como objetivo relacionar o foco do ensino para uma formação mais humanista, além de “desenraizar” a instituição da região em que está inserida e torná-la uma referência para o Estado como um todo. O diretor, Padre Charles Lamartine, co-fundador da Faculdade Diocesana junto com Padre Sátiro, é a mais pura representação de que duas pessoas de gerações tão distintas podem ter sonhos em comum e lutarem para torná-los realidade.

“Nossa missão católica rima com alunos humanamente qualificados, que se preocupam com outros seres humanos. O mundo dessa forma se torna mais habitável”, afirmou. Ele destacou que os alunos da instituição são instruídos a realizarem ações nos orfanatos, hospitais e asilos, devolvendo à sociedade tudo aquilo que aprendem em sala de aula. “Agradeço a todos que se empenharam na construção desse projeto, especialmente à governadora Fátima Bezerra, à prefeita Rosalba Ciarlini, ao vice-diretor Padre Flávio Mendes, ao Padre Sátiro e claro, ao Bispo Dom Mariano”.

O diretor da centenária instituição Diocesana, Padre Sátiro, com seu bom-humor habitual, pediu perdão ao Bispo Dom Mariano porque sempre que o encontrava, antes de lhe pedir a benção, cobrava-lhe a construção do novo prédio que agora passará a abrigar a biblioteca. “Eu o via e dizia, e a biblioteca? E agora estamos aqui, diante desse sonho concretizado, e de acordo com as recomendações do Papa Francisco para instituições religiosas, uma biblioteca de múltiplos saberes e de abrangência ecumênica”.

Com a mudança da biblioteca para as novas instalações, os 1.200 alunos terão muito mais recursos para realizarem suas pesquisas, além de disporem de uma infra-estrutura funcional e sustentável.
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário