05 setembro 2019

'MORO DE SAIAS': Ex-juíza eleita sob forte discurso anticorrupção, usou verba do senado para atos de filiação do PSL

Selma Arruda foi a três eventos partidários

A senadora Selma Arruda (PSL-MT) foi cassada pelo TRE-MT por caixa dois e abuso de poder econômico
Foto: Jefferson Rudy / Agência Senado

ÉPOCA - A senadora Selma Arruda, do PSL de Mato Grosso, usou verba do Senado para participar de atos de filiação do partido no estado.

Ex-juíza eleita sob forte discurso anticorrupção, conhecida como "Moro de saias", Selma Arruda teve o mandato cassado pelo TRE estadual, por caixa dois e abuso de poder econômica. Ela recorre ao TSE para manter o mandato no Senado.

Arruda foi a três eventos partidários: em Cuiabá, Sorriso e Sinop, de 16 a 18 de agosto.

No dia 16, sexta-feira, ela e dois assessores de seu escritório parlamentar em Mato Grosso se hospedaram em Sinop. A conta do hotel para o Senado ficou em R$ 659.

No mesmo fim de semana, a Casa também bancou, na cota para exercício da atividade parlamentar, R$ 662 de combustível, R$ 94 de alimentação e R$ 1.734 com o voo da senadora de Brasília para Sinop, com escala em Cuiabá, na sexta-feira.

"Graças a Deus conseguimos muitas filiações. Eu quero agradecer a todos e dizer para vocês, ainda é tempo. Vem para o 17, vem com a gente!", disse Arruda em um vídeo gravado no dia 17, ao lado de um boneco de Jair Bolsonaro.

Procurada, Arruda afirmou que a viagem de fim de semana em que houve três atos de filiação do PSL "não se destinou exclusivamente aos atos de filiação do PSL, mas também a outros compromissos e reuniões de interesses parlamentares e políticos".
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário